Site Mobile x APP

Blog-04

Em nosso último texto expomos o quão promissor é o mercado mobile, além disso demonstramos alguns caminhos a serem percorridos pelas marcas para obterem sucesso no mundo mobile. Agora resolveremos uma dúvida que muitos profissionais se deparam no momento de escolher onde investir no mundo mobile. Usar aplicativo ou site mobile para minha marca?

Para você entender as vantagens e desvantagens de cada opção, primeiro deve entender plenamente o que é e para que serve cada ferramenta.

Site mobile

Um site mobile basicamente funciona como um site para desktops, contudo o seu conteúdo é adaptado para telas menores. Essa adaptação torna o site em questão responsivo. Além disso, algumas marcas utilizam os chamados wep app, que não são aplicativos, são sites mobiles que conectam automaticamente a versão mobile, sem o vínculo do desktop (como os responsivos). Algumas marcas utilizam também sites exclusivos para o mobile, uma prática incomum usada para públicos alvos específicos.

Um site mobile é indicado para uma navegação rápida e objetiva. O usuário entrará em seu site em busca de alguma informação, ou para adquirir algo, e todo esse processo deve ser fácil, rápido e planejado. Um site bem construído facilita sua navegação, com botões proporcionais aos dedos dos usuários, além das fontes e imagens serem compatíveis e adequadas as telas mobile. A grande vantagem dessa categoria é sua adaptabilidade, sua praticidade e a facilidade com que o conteúdo chega até o consumidor, literalmente em um clique.

Mas não tente criar uma experiência de marca com um site mobile, isso deve ser feito por um aplicativo (com mais recursos como veremos abaixo).

APP (aplicativos)

Um aplicativo ou APP é um “programa” instalado em um dispositivo eletrônico com sistema operacional. Ele é desenvolvido com uma linguagem de programação de origem, como a linguagem Java para aparelhos com Android e linguagem Objective-C para os Iphones com sistema operacional IOS.

Os aplicativos apresentam recursos muito além dos sites mobile. Eles envolvem programação e tem o poder de acessar todos os recursos dos dispositivos eletrônicos, proporcionando diversas possibilidades tecnológicas, como por exemplo via o GPS do aparelho, reconhecer a localização de uma agência bancaria próxima ao usuário, ou a melhor rota para se fazer uma viagem, etc.

Outra diferença entre site e APP é a forma com que se acessa o conteúdo. Um aplicativo não precisa necessariamente de internet, já o site é totalmente dependente do acesso web. A exemplo do aplicativo da Nike+, que auxilia o treino de atletas de corrida de rua. Ele pode ser usado inteiramente off-line, limitando a interação e o compartilhamento da corrida (que necessitam do acesso à internet).

Contudo, ao fazer a escolha dos APP deve se ter em conta a geração de custos. Por conta da programação, por conta da operação, etc. Então como funcionará a rentabilização do aplicativo? Diretamente? Indiretamente? Ele ofereça algum incentivo de venda? Ele terá propaganda?

Como escolher entre APP e Site mobile?

Sua marca precisa de uma comunicação simples? Como história, endereço, alguns produtos, telefone, etc. Então um site supre suas necessidade. E mais, se sua marca já possui um site, então o processo de entrada para o mundo mobile tende a ser mais fácil, tornando o seu site responsivo.

Já o APP tende a facilitar a relação entre consumidor e marca. Essa relação deve ser uma experiência divertida e/ou atraente. O trabalho de baixar um aplicativo e manter ele ocupando espaço em seu dispositivo deve valer a pena por algum motivo. Seja descontos, entretenimento, conteúdo exclusivo, enfim, algo além de informações simples.

Resumindo: Preciso de um atrativo para minha marca, crie conteúdo via APP, seja um próprio para sua empresa, seja uma rede social, enfim, estude o seu mercado, veja como o aplicativo ajudaria o andamento de sua marca.

Caso você necessite de uma comunicação simples, rápida e direta, um site mobile supre todas as suas necessidades, de forma objetiva e segura, satisfazendo também o seu consumidor.

A reflexão proposta pela Moke é que: Os dois caminhos não competem entre si, em alguns casos eles se completam. Então estude o seu mercado, seu objetivo e seu público, somente assim definira de forma correta em qual categoria sua marca se enquadra.

Agora que você conhece a usabilidade dessas duas ferramentas, venha para a Moke, nossa ajudamos a você a planejar e estudar o seu mercado, e ainda podemos descobrir qual a melhor estratégia para sua marca no mundo mobile, ou até fora dele, em outras mídias assertivas para o seu negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>